covid-19 , mercado , noticias

De volta à bandeira vermelha

22 de junho de 2020

Após embates com prefeitos, o Governador Eduardo Leite anunciou nesse sábado (20) que haverá mudanças no distanciamento controlado. A bandeira volta à cor vermelha em diversas regiões. Saiba o que muda.

Por We Rocket Studio

Regiões de Porto Alegre, Canoas, Novo Hamburgo, Capão da Canoa e Palmeira das Missões foram para a bandeira vermelha, considerada de alto risco.

Mapa do Distanciamento Controlado do Rio Grande do Sul – Foto reprodução/Governo do RS

Segundo o Governador, os Prefeitos que quiserem recorrer tiveram 24h para enviar informações. O prazo foi finalizado nesse domingo (21), e eventuais restrições passam a vigorar na terça (23).

“Estamos observando um crescimento consistente e persistente de casos, que sugere que os protocolos terão de ser mais restritivos” disse Eduardo Leite. Suas palavras deixam evidente que existe pouca probabilidade de Porto Alegre conseguir recorrer.

“Reforço o pedido à população gaúcha que redobre os seus cuidados” pediu o Governador.

Regiões com bandeira vermelha precisam fechar o comércio, a indústria pode operar com metade da capacidade.

O que muda com a bandeira vermelha – Foto reprodução/Governo do RS

Internação de pacientes com Covid em UTIs da macrorregião metropolitana subiu 36,4% na última semana.

O procurador-geral de Justiça do RS, Fabiano Dallazen, disse que o Ministério Público manterá a coerência que vem adotando desde o início de não interferir na política pública, mas que o município só tem liberdade pra legislar de forma mais restritiva daquilo que tiver no interesse local.

“Vamos fiscalizar o cumprimento na Capital ou no Interior e nós vamos fazer valer não só acionando judicialmente em caso de não cumprimento, mas apurando a responsabilidade por improbidade administrativa e criminal daqueles que deliberadamente descumprirem regras tão importantes num momento de pandemia”, destaca.